VÍDEO: Presidente da associação de vítimas da colaboração da Volks com a ditadura comemora acordo

O DCM TV realizará hoje às 17 horas uma live sobre o acordo celebrado entre a Volks e o Ministério Público Federal para reparação por danos coletivos e individuais.

Trabalhadores da empresa, como Lúcio Bellentani, já falecido, foram entregues à repressão, ficaram presos e foram torturados, além de perderem o emprego.

A Volks admitiu a colaboração.

Tarcísio Tadeu, o presidente da Associação de Vítimas, foi convidado para a live, mas não confirmou participação.

O presidente da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo, Adriano Diogo, confirmou presença. O caso da colaboração da Volks com a ditadura, que resultou na prisão e tortura de metalúrgicos, ganhou destaque durante os trabalhos da comissão.

Adriano vê o acordo com reservas.

“Não haverá reparação histórica, e a indenização para os trabalhadores e às famílias dos trabalhadores é muito menor do que seria justo”, afirmou o ex-presidente da Comissão, que recebeu o nome de Marcelo Rubens Paiva, deputado que foi assassinado pela repressão e teve o corpo desaparecido.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!