VÍDEO: “Que Lula seja libertado e possa ser julgado de modo justo”, diz Mélenchon, em apoio à caravana na Europa

FR/BRJean-Luc Mélenchon envoie son message de soutien à la Caravana Lula Livre Europa qui aura lieu cette semaine du 25 au 28 juin, à Genève, Bruxelles et Strasbourg. Dans cette vidéo il reviens sur le "lawfare", ou la guerre politique par les pratiques juridiques. Il explique la perversité de ces pratiques et envoie toute sa solidarité à Dilma Rousseff, Lula et aussi Rafael Correa en Equateur qui en sont les principales victimes en Amérique Latine.—Jean-Luc Mélenchon, lider da França Insubmissa, enviou seu recado de apoio à Caravana Lula Livre Europa que vai acontecer essa semana entre os dias 25 e 28 de junho em Genebra, Bruxelas e Strasburgo. Neste video ele fala do "lawfare" ou a guerra politica pelos meios juridicos. Ele fala da perversidade dessas praticas e manda suas solidariedades à Dilma Rousseff, Lula e também Rafael Correa no Equador que foram as principais vitimas na América Latina.

Posted by France Insoumise – Brésil on Sunday, June 23, 2019

 

O líder do partido La France Insoumise na Assembleia Nacional francesa Jean-Luc Mélenchon declarou apoio nesta segunda-feira, em um vídeo publicado no Facebook (acima), à caravana que vai pedir a liberdade de Lula no Parlamento Europeu e na ONU.

“Dou todo o meu apoio à caravana europeia Lula Livre porque é uma causa central do nosso tempo esse processo contra Lula, se é que podemos chamar isso de processo”, ironizou.

Para ele, o “processo” foi utilizado contra Dilma Rousseff e mais tarde de maneira “mais brutal e violenta” contra o Lula, no que chamou que uma “técnica que consiste em instrumentalizar a justiça e a polícia para ajudar a classe no poder e o poder político que a encarna”.

De acordo com o parlamentar, esse método foi levado ao extremo no Brasil, ao mesmo tempo em que foi aplicado em outros países da região, citando o ex-presidente do Equador. “Rafael Correa é alvo de 25 processos penais, Ricardo Patino (ex-ministro das finanças) teve que fugir para o México”.

Em seguida, disse que ele mesmo vem sendo alvo do mesmo processo na França.

“Nós, e eu particularmente, fomos alvo de uma ação policial em formas utilizadas geralmente contra grandes criminosos sobre documentos que não têm absolutamente nada de ilícitos, o que permite de alimentar uma espiral de imprensa”.

“Viva a Caravana! Que Lula seja libertado e possa ser julgado de maneira verdadeiramente justa, se é que ele precisa realmente de ser julgado”, finalizou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!