VÍDEO: Sindicato das escolas particulares do Rio defende volta às aulas e é criticado por especialistas

Especialistas repudiaram um vídeo institucional divulgado pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Rio de Janeiro (Sinepe-Rio) virou centro de uma polêmica no setor educacional nesta segunda (27).

Sob o mote ‘o Sol tem que voltar a brilhar’, o material feito pela entidade representante das escolas particulares da capital defende a volta às aulas e questiona a eficácia do distanciamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela comunidade científica internacional e adotado em todo mundo, dizendo que ele não é ‘científico’.

Ao Globo, o médico e pesquisador do Instituto de Medicina Social da Uerj, Mario Robeto Dal Poz repudiou o vídeo: ‘Eles ignoraram os esforços que todo o mundo está fazendo para conter a pandemia. Esse vídeo é equivalente a fake news, porque ele parte da inverdade, transmite informação falsa. Merece repulsa das comunidades científica e acadêmica.’, afirmou.

O biofísico e presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) Jerson Lima Silva, também criticou a conduta da entidade, dizendo que a instituição deve se desculpar: ‘Claro que a gente sabe de toda a situação econômica, e, quando a gente fala da educação, há problemas que têm que ser enfrentados. Mas pela ciência, e não pela anticiência. Muito menos negando o que já é mais do que sabido. Todos os países que fizeram isolamento estão em uma curva descendente. O sindicato deve pedir desculpas à sociedade.’

Assista abaixo:

Deparei-me ontem com essa propaganda do Sindicato Patronal das Escolas Particulares do Rio de Janeiro.O mote é "o sol tem que voltar a brilhar" no sentido de que o retorno às aulas presenciais seria a volta do sol brilhando.Meus caros dirigentes do sindicato. O sol nunca parou de brilhar, mas as mortes também não pararam e, hoje, com ampla divulgação, o crescimento dos óbitos no RJ voltou ao patamar elevado. Vejam bem, o máximo que tínhamos conseguido foi estabilização e leve queda. Nunca chegamos ao baixo.Diante dessas condições é dessa forma que vocês propõe a volta às aulas? Vocês estão absolutamente certos que tomaram providências que impedirão a contaminação dentro da comunidade educativa? Perdoem- me, mas nessa situação, vários países muito mais estruturados e com governos engajados em solucionar o problema já tiveram que recuar.Acho o retorno escolar nesse momento um tiro no escuro que poderá causar a morte de muitos dos envolvidos no dia a dia de uma escola. Vocês vão embarcar na nau dos insensatos que se tornou esse país? Pensem, pensem bem. Não posso crer que esse sindicato não possua vozes que digam NÃO a esse embarque numa aventura que é uma crônica da morte anunciada.Graça Chagas

Posted by Maria Da Graça Chagas on Monday, July 27, 2020

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!