VÍDEO: ‘Sou negra sim’, diz bolsonarista acusada de fraudar cotas em concurso da PF

Após ser acusada de ter fraudado cotas em concurso da Polícia Federal, a bolsonarista Glaucielle da Silva Dias publicou um vídeo, nesta quinta-feira (16), para se defender.

“Eu sou negra sim. Negro não é só o retinto. Se você sofreu preconceito, sofreu discriminação em algum momento da sua vida, você é sim. Eu nunca vou falar pra mim que sou branca. Eu não sou. Isso seria renegar minha origem. Sou negra parda”, afirmou Glaucielle.

Internautas começaram a comparar uma foto que mostra Glaucielle no exame de heteroidentificação – utilizado para constatar que os candidatos inscritos para as vagas de cotistas são, de fato, negros – com outras imagens, encontradas em suas redes sociais.

Após as imagens viralizarem, Glaucielle publicou um vídeo nas redes sociais de seus advogados, no qual ela nega ter fraudado o exame. “Nunca me escondi de nada nem vou me esconder, porque eu sei que nunca fiz nada de errado”, disse.

Ela ainda contou que a foto que circula nas redes foi tirada pela própria banca examinadora, a Cespe/UnB, e que cinco pessoas estavam na sala no momento e que ela foi autorizada por eles a disputar uma das vagas de cotistas.

Glaucielle declarou absurda a afirmação de que se pintou para o exame e exibiu fotos de familiares para mostrar que a mãe e a avó são negras.

Veja:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!