VÍDEO: Veja a fake news sobre Doria que youtuber bolsonarista divulgou dizendo que recebeu de Zambelli

O “Beto Louco”. Foto: Reprodução/Twitter

O blogueiro bolsonarista Alberto Junio Silva é acusado de operar uma rede de fake news conhecida como Pensa Brasil.

Ele, conhecido como Beto Silva ou Beto Louco (acredite se quiser), é o alvo mineiro da operação da Polícia Federal hoje que combate ataques à Corte e a exploração de notícias falsas. As buscas aconteceram em Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais. Em contato com a reportagem, Alberto Junio negou que publique fake news em seu site. No ano de 2017, o jornal Folha de S. Paulo mostrou que Alberto operava uma lucrativa teia se sites que se especializaram em divulgar notícias falsas de diversas matizes ideológicas. Na época, com base no número de visitas de seus sites, especialistas estimaram que eles lucravam de R$ 100 mil a R$ 150 mil por mês. Ele diz que a notícia é falsa.

Hoje, Alberto Junio Silva opera um canal no Youtube chamado Giro de Notícias, com mais de 1 milhão de inscritos, onde divulgou a própria operação de busca em sua casa. “Levaram tudo. Qual a tentativa? De calar? Calar as pessoas que estão falando do Supremo Tribunal Federal? Afinal de contas, o que é que eles querem fazer?”, reclamou, após fazer imagens dos carros da PF deixando seu prédio e exibir o mandado entregue pelas autoridades.

Confira o vídeo dele fazendo fake news contra o governador João Doria Jr., agradando os grupos bolsonaristas, com mentira que ele disse que recebeu da deputada Carla Zambelli.

VEJA TAMBÉM – Alvo da PF, youtuber bolsonarista afirma que divulgou “mentira” que lhe foi passada por Carla Zambelli

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!