VÍDEO – Veja o momento em que Neymar dá um tapa na cabeça do espanhol racista

Neste vídeo, você vê o momento em que Neymar dá um tapa na cabeça do jogador espanhol Álvaro Gonzalez, do Olympique de Marselha, depois que avisou ao árbitro da partida que tinha sido chamado de “macaco” pelo adversário.

O jogador brasileiro pode sofrer punição maior pelo flagrante, o que será uma profunda injustiça.

O que Neymar fez foi legítima defesa, e ele está certo quando diz que se arrepende de não ter quebrado a cara de González.

Não há relativismo possível quando a situação que se apresenta é a de um indivíduo tentando desumanizar o outro, com ofensa racista.

González é natural da Espanha, onde a questão do racismo não está superada, como em tantas outras partes do mundo. Mas quem vive lá ou já viu agressões racistas, inclusive no meio futebolístico, sabe que na Espanha o racismo é latente.

Tem cidadão progressista na Espanha que é racista, o que pode parecer contradição. Só que ouvi na Espanha que muitos não pensam assim.

Neymar reagiu tardiamente a uma agressão que já sofreu outras vezes, alguns poderão dizer. É fato.

Mas não importa.

Não é isso que está em discussão.

Outros poderão dizer que agressões desse tipo são comuns no futebol: o objetivo é desestabilizar o adversário para que ele perca o controle e tome uma atitude que leve à expulsão, como ocorreu.

Quando Grafite, então jogador do São Paulo, hoje comentarista de esporte, foi alvo de racismo num jogo do Morumbi, em 2005, alguns atletas e treinadores censuraram a atitude dele de denunciar o caso, que levou à prisão do agressor, um jogador argentino.

Felipão foi um dos que criticaram Grafite. Para ele, o politicamente correto deixaria o futebol sem graça. Como assim?

Racismo é inaceitável. E nesse sentido, a palavra que deve prevalecer é uma só: “Não!”, a mesma que foi dita por Neymar hoje, conforme registraram as câmeras.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!