VÍDEO – Velozes e imbecis: Rachas em Brasília são gravados e participantes viram alvo da polícia

O vídeo e a reportagem foram publicados pelo Metrópoles. Cinquenta jovens de classe média e alta do Distrito Federal viraram alvo da polícia, depois de insistirem na promoção de rachas pelas vias do território.

A investigação apontou os líderes.

“Os investigadores da PCDF se infiltraram na multidão que assiste aos rachas, sempre durante às madrugadas de quinta e sexta-feira. O mapeamento identificou pontos de encontro nos estacionamentos do Park Design e Shopping Popular, na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), no Clube Nippo, às margens da L4 Sul, em locais próximos a quadras comercias em Águas Claras e no Setor Noroeste, nas vias W7 e W9”, diz a reportagem.

A reportagem, no entanto, não informa o nome dos participantes, nem de seus líderes. Conta apenas que há uma estrutura bem organizada para a promoção dos rachas.

Por enquanto, eles violam normas de trânsito, principalmente o limite de velocidade. Mas, se houver vítimas, a pena prevista é de 3 a 6 anos de reclusão no caso de lesão corporal e de 5 a 10 anos se resultar em morte.

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!