VÍDEO – Weintraub é fraude: a marchinha do compositor erudito que não resistiu à ignorância do ministro

Jorge Antunes escreveu paródias para o ex-presidente Temer e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Agora ele fez uma marchinha chamada ‘Weintraub é fraude’.

Para criar a sua marchinha de carnaval mais recente, direcionada ao ministro da Educação, o maestro e compositor Jorge Antunes ficou à caça de palavras que rimassem com Weintraub. “Só encontrei rimas toantes: escalde, acalme, enjaule e fraude”, conta. Na composição de quatro minutos, Antunes satiriza os erros de português do ministro, expõe seus exageros ideológicos e repete, com propriedade: “Weintraub é fraude!”, palavra que, para ele, é bem ilustrativa da atual política educacional. As composições carnavalescas, no entanto, são apenas uma das atuações de Antunes, que é focado principalmente na música erudita contemporânea brasileira. Suas óperas, concertos e obras para coro e orquestra mantém um ponto de convergência com suas criações mais populares: o tom político, mantido propositalmente. “Defendo o engajamento político do compositor, que não pode ficar alheio às realidades cruéis que o cercam”.

As informações são da revista CartaCapital. Confira a marchinha.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!