YouTube marca programa da Jovem Pan pró-Trump como “impróprio ou ofensivo”

Programa que cobriu a invasão do “povo” foi marcado como “impróprio ou ofensivo”. Foto: Reprodução

O programa “Os Pingos Nos Is” da Jovem Pan desta quarta (6) foi marcado pelo YouTube como “impróprio ou ofensivo”.

A cobertura do programa sobre a invasão do Capitólio defendeu Trump até o fim.

Para dar legalidade aos vândalos, os comentaristas chamaram a ação de invasão do “povo”.

Foram convidados Allan dos Santos, o blogueiro bolsonarista, e Ana Paula Henkel, a bolsonarista do vôlei, para comentar sobre a invasão do Congresso americano.

O blogueiro chegou a dizer que a ação “não teve conflitos”, mesmo que os vândalos tenham atacado jornalistas.

Ana Paula, ao ver violência dos apoiadores de Trump, chegou a cogitar, ao vivo, que haveria “infiltrados antifas” na tentativa de golpe.

Hoje, um dia depois da vergonhosa cobertura, a emissora ainda fez uma enquete pelas redes sociais, questionando se “Trump deve ser responsabilizado pela invasão ao Congresso nos Estados Unidos”.

Fiuza encheu o presidente americano de elogios e disse que a disputa de 2020 foi uma “eleição sobrenatural”, disseminando ao vivo a conspiração de que houve fraude.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!