Youtuber bolsonarista que ganhou cargo de Zambelli recebe auxílio emergencial

Youtuber bolsonarista Teff Ferrari recebe auxílio emergencial e é funcionária de Carla Zambelli. Foto: Reprodução/Instagram

Ontem o DCM noticiou que Sthefanny Brunna “Teff” Ferrari, youtuber ligada ao gabinete do ódio que esteve com Bolsonaro, ganhou cargo público no gabinete da deputada Carla Zambelli. Nesta quinta-feira (13), recebemos a informação que ela recebe auxílio emergencial, aprovado pelo governo por sugestão da oposição no valor de R$ 600, desde abril de 2020.

No site da Caixa Econômica, consta que Sthefanny Brunna Ferrari de Almeida recebeu a quarta parcela do auxílio. No mesmo período que recebeu ajuda do governo Bolsonaro, a youtuber abriu um crowdfunding para financiar sua mudança para Brasília, onde ela ficou na mansão do blogueiro Allan dos Santos, dono do site Terça Livre.

Ela ainda mantém um Apoia.se aberto, recebendo financiamento.

Teff Ferrari tem 30 anos, se define como uma “psicóloga conservadora, gamer e nerd”. Ela se encontrou, no dia 23 de maio, com o presidente Jair Bolsonaro em Brasília. Estava acompanhada por Carla Zambelli, Bia Kicis, Mauro Fagundes (um youtuber que cresceu atacando Nando Moura, quando este passou a defender Sérgio Moro no lugar de Bolsonaro), Paula Marisa e a Bárbara Destefani do canal TeAtualizei. A youtuber está em um documento de mais de 120 páginas encaminhado para a CPMI das Fake News.

A youtuber é próxima de André Petros, coordenador do Movimento Conservador e assessor do deputado estadual Douglas Garcia, de São Paulo. Petros esteve com Evandro Pontes no evento que buscou assinaturas para o novo partido de Jair Bolsonaro, Aliança pelo Brasil. A proximidade dos dois lhe rendeu dois programas. Na Rádio Shockwave, ela tem um programa chamado “Pare De Ser Burro”. No Movimento Conservador, ela apresentou um programa com Benê Barbosa, defensor do armamento da população, uma pauta que é importante para Bolsonaro. Em março de 2020, Teff fez uma entrevista com o anônimo Let’s Dex, apontado como “cérebro do gabinete do ódio”. Ela também fez lives recentes com Paulo Eneas, dono do site Crítica Nacional, ligado ao empresário Otávio Fakhoury. Teff Ferrari também foi uma das pessoas que espalhou a mentira de que o blogueiro Oswaldo Eustáquio havia sido preso pela segunda vez.

Sthefanny Brunna “Teff” Ferrari e seu amigo Eduardo Bolsonaro. Foto: Reprodução/Instagram
Teff Ferrari e seu “Birolindo” Bolsonaro. Foto: Reprodução/Instagram

Teff recebe R$ 6 mil por mês no cargo público dentro do gabinete de Zambelli e é funcionária desde o dia 21 de julho.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!