Zambelli não vale um ovo frito, mas nem ela merecia um padrinho de casamento como Moro

Moro discursa como padrinho de casamento de Zambelli

Carla Zambelli não vale um ovo frito, é verdade, mas o que Sergio Moro fez com a cidadã é de uma indignidade abjeta.

O ex-ministro de Bolsonaro falou de sua relação com a deputada em entrevista à Rádio Gaúcha.

Questionado sobre ter sido padrinho de casamento dela, Moro disse que aceitou o convite por ter ficado constrangido.

“Pouco conheço a Zambelli, a questão do convite foi aquele convite que você fica constrangido, ‘ah, vamos lá prestigiar’”, declarou.

Podia ter negado, educadamente. Ou ela colocou uma arma na sua cabeça?

O maringaense discursou na cerimônia diante do olhar embevecido dos nubentes.

Nos vídeos que circularam Moro elogiou a afilhada, todo pimpão.

“É uma guerreira, sem formação de policial militar, mas mereceria uma medalha de caveira honorária”, afirmou.

Era teatro, vê-se.

O ex-juiz tinha um projeto — virar ministro do STF — e montou em toda oportunidade que surgiu.

Sergio Moro merece a vala em que se meteu.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!