“300” de Sara Winter fazem marcha até o STF copiada de protesto neonazista de Charlottesville

Os 300 de Sara Winter fazem protesto chupado dos neonazistas de Charlottesville

Membros do acampamento de Sara Winter em Brasília, o famoso “300″, fizeram uma performance macabra em frente ao Supremo Tribunal Federal na noite deste sábado.

Carregando tochas, mascarados, eles marcharam até a Corte.

Chegando lá, uma música tirada de um filme de terror B soou.

Gritavam: “Viemos cobrar, o STF não vai nos calar” e “Careca togado, Alexandre descarado”(!?!).

É uma cópia vagabunda da marcha neonazista de Charlottesville, nos EUA, ocorrida em agosto de 2017.

Na ocasião, centenas de supremacistas brancos reuniram-se na Universidade da Virgínia com “tochas tiki”, as mesmas que o bando de Sara usa agora.

A evocação era dos rituais da Ku Klux Klan.

Fascistas em Charlottesville (EUA) com as tochas tiki

O protesto era um aquecimento para o evento “Unir a Direita” (“Unite the Right”).

“Sim, eu sou nazista, eu sou nazista, sim”, afirmava um sujeito. Entre as palavras de ordem, “judeus não vão nos substituir”.

Como no caso do brinde com leite, marca registrada da extrema direita americana, os simulacros nacionais capricham na capacidade de não surpreender ninguém.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!