Eduardo Bolsonaro cita artigo errado da Constituição para defender Allan dos Santos

Veja Allan dos Santos e Eduardo Bolsonaro
Allan dos Santos e Eduardo Bolsonaro. Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Não é novidade que Eduardo Bolsonaro é o mais burro dos filhos do presidente. Mas o sujeito capricha.

Em sua defesa do picareta extremista Allan dos Santos, cuja prisão foi pedida por Alexandre de Moras, do STF, Eduardo escreveu o seguinte nas redes:

O art. 5º, LII, prevê que “não será concedida extradição de estrangeiro por crime político ou de opinião”. Além disso, a conduta tem que ser crime no Brasil e nos EUA.

O problema é que esse artigo diz respeito à extradição de estrangeiros em solo nacional, e não o contrário. 

“Para o povo não adianta explicar o juridiquês”, afirma Eduardo. Não adianta — especialmente se o professor for um asno.

É bom lembrar que Eduardo esteve com Allan e com empresário fã de Trump que teria articulado o ataque ao Capitólio dos EUA às vésperas do motim de 6 de janeiro.