A culpa da crise, para Folha, é da Dilma e não do golpe. Por Luis Felipe Miguel

Folha de S.Paulo e a ex-presidente Dilma Rousseff. Foto: Wikimedia Commons

Publicado originalmente no perfil de Facebook do autor

POR LUIS FELIPE MIGUEL, cientista político

Resumo do editorial da Folha de hoje:

– a culpa da crise é da Dilma;
– o problema do impeachment (como se sabe, a Folha [de S.Paulo] veta a palavra “golpe”) foi o ressentimento dos que o sofreram;
– Temer fez reformas maravilhosas, que só não deram certo porque teve gente torcendo contra;
– o Brasil não está mais pobre por causa da destruição do Estado, mas porque ele ainda não foi destruído o suficiente (o típico raciocínio infalsificável do ultraliberalismo);
– nossa democracia é supersólida e a as instituições estão funcionando com perfeição.

E a tarja “Use amarelo pela democracia” continua lá, no alto da primeira página. É um alívio saber que a Folha está do nosso lado.

LEIA TAMBÉM – Brasil cresce apenas 2,2% na década, enquanto mundo avança 30,5%

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!