A treta olímpica entre Medina, Brunet e Letícia Bufoni ou: rico não sabe brincar. Por Nathalí

Letícia Bufoni protagonizou uma troca de farpas com Gabriel Medina e Yasmin Brunet. Foto: Reprodução/Twitter/@LeticiaBufoni/@gabriel1Medina

O empenho de Yasmin Brunet em protagonizar o máximo possível de vexames até o fim da olimpíada parece inabalável.

LEIA – Rebeca Andrade vs. Yasmin Brunet: a vitória pelo suor e a derrota de quem quer ganhar no tapetão

A modelo – que recentemente rendeu memes históricos depois de espernear por ter sido barrada pelo Comitê Olímpico Internacional – se envolveu em outro bafafá olímpico. Dessa vez a treta não foi com o COI – a quem acusou de “perseguição” (risos) – mas com a skatista Letícia Bufoni.

LEIA MAIS – O surto de Yasmin Brunet: os ricos têm tudo, menos noção. Por Nathalí

O motivo? Ironicamente, um meme.

Letícia resolveu compartilhar no twitter a foto do beijo cinematográfico entre o nadador Bruno Fratus e sua esposa e treinadora Michelle Lenhardt (quando o atleta conquistou o bronze nos 50m livre) com a legenda: “Imagina a Yasmin e o Medina vendo isso”.

Os twitteiros não perderam tempo e relembraram, nos comentários, um boato – alimentado no passado pela própria Letícia – de amizade colorida entre a skatista e Gabriel Medina (ou seja, além de barrada, agora a pobre menina rica Yasmin Brunet ficou com fama de corna na internet)

Diante do alvoroço dos seguidores, Letícia postou uma série de tweets se explicando: “desculpa, zoeira never end”, justificou, sem tocar no assunto das especulações sobre a tal amizade colorida (ou: tem que ver isso aí).

Se é colorida ou não, pouco importa – cada um cuide dos seus chifres – mas o fato é que o casal mais comentado das Olimpíadas também se manifestou por indireta via redes sociais (aparentemente é assim que os ricos resolvem suas tretas), acusando a skatista de “biscoitagem” (caso essa gíria millenial não lhe seja familiar, significa tentativa de chamar atenção e ganhar likes/engajamento na internet). A modelo até copiou as palavras de Letícia mandando um “falta de respeito never ends” no Instagram.

Amigos, longe de mim alimentar rivalidade feminina nesse texto, mas Yasmin Brunet pedindo respeito depois de acusar um comitê internacional de persegui-la e sabotar os resultados de seu marido e alecrim dourado, é demais.

Exigir respeito quando não se sabe respeitar um Comitê inteiro? Seria no mínimo contraditório se não estivéssemos falando de uma burguesa.

Afora isso, desde quando compartilhar meme é falta de respeito? Falta de respeito é querer ir pra olimpíada como técnica sendo apenas esposa – por acreditar, é claro, que as regras não valem pra você.

Além de não saber ouvir não, gente mimada também não sabe brincar. Se leva tão a sério que não aguenta uma piada, qualquer memezinho é “falta de respeito”, cheios de demandas, direitos, reservas, não-me-toques.

Ah, vá.

Quer postar um monte de asneiras nas redes sociais porque foi barrada? Posta. É de bom tom? Não é. E vai render memes, sim. E as pessoas vão compartilhar, sim. Parece que essa gente se julga acima de tudo e todos, inclusive da zoeira – acontece que ninguém está acima da zoeira.

Não quer virar meme? Simples: não apresente um comportamento ridículo pra milhões de internautas. Porque a internet, como já disseram, não perdoa.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!