Ao ironizar os lamentos pelas 500 mil mortes de covid, Fábio Faria mostra a alma da canalhice bolsonarista

Reprodução

Fábio Faria, ministro das Comunicações, foi às redes sociais, neste sábado (19), debochar da onda de protestos e manifestações de solidariedade pelas 500 mil mortes por covid-19.

Exibindo alma da canalhice bolsonarista, Faria disse que políticos, artistas e jornalistas preferem lamentar o número de mortes por covid a comemorar a quantidade de doses aplicadas.

“Em breve vcs [sic] verão políticos, artistas e jornalistas ‘lamentando’ o número de 500 mil mortos. Nunca os verão comemorar os 86 milhões de doses aplicadas ou os 18 milhões de curados, porque o tom é sempre o do ‘quanto pior, melhor’. Infelizmente, eles torcem pelo vírus”, escreveu.

O Brasil chegou a meio milhão de mortos pelo coronavírus.

O número real deve ser ainda maior, já que nem todos os infectados fazem o exame para detectar a presença da covid. É subnotificação.

Faria tenta emplacar a balela sobre os “curados”, como se isso fosse obra do governo do qual é sócio.

Confira a publicação abaixo:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!