Aviso, ameaça e festa: os bastidores da demissão de Alexandre Garcia

Alexandre Garcia – Foto: Divulgação/CNN

Há tempos a situação de Alexandre Garcia está delicada com CNN Brasil. Ele foi demitido nesta sexta (24) por ter, mais uma vez, defendido o “tratamento precoce” contra covid-19. Segundo apurou o DCM, os bastidores da demissão deram o que falar.

Garcia saiu em defesa da Prevent Senior, investigada pela CPI da Covid por manipular números de mortos e internados em decorrência do coronavírus e foi desmentido ao vivo.

Leia também

1- Eduardo Bolsonaro defende “tratamento precoce” e compara Brasil a Talibã

2- Janaina Paschoal foi pivô de demissão do Manhattan Connection da Cultura

3- Jornal Nacional confirma existência do gabinete do ódio de Bolsonaro

Avisos e ameaças

Garcia recebeu diversos alertas da emissora para que não continuasse com a postura anti-vacina. A diretora-geral da CNN Brasil, Renata Afonso, elaborou uma advertência ao negacionista com ameaças de demissão, já que não agia de acordo com a posição da emissora. O documento foi entregue ao comentarista político há mais de 15 dias.

Festa

Na redação, seus ex-colegas de trabalho fizeram uma grande festa em comemoração à saída de Garcia. No grupo de Whatsapp, por sua vez, todos celebraram a queda do jornalista.

Twitter

O destino do negacionista segue em indefinitivo. Porém, internautas já suspeitam de seu novo local de trabalho. Segundo eles, Garcia será contratado pela Jovem Klan: emissora de extrema direita, alcunha dada a Jovem Pan.