VÍDEO: Para defender voto impresso, Bolsonaro ataca ministro Barroso

Bolsonaro detonou o ministro Barroso

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar de voto impresso, em conversa com seus fãs, no cercadinho do Planalto. Além disso, ele criticou o ministro Luis Roberto Barroso, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“Eleições sem termos uma prova, sem termos uma certeza pra quem nós votamos, o voto foi pra aquela pessoa? Isso não são eleições, isso não pode acontecer no Brasil”, disse pouco depois do ministro da Defesa, general Braga Netto, ter ameaçado dar um golpe se não houver voto impresso.

Para defender seu argumento, ele mirou no ministro Luis Roberto Barroso. “Por que o ministro Barroso está tão preocupado de não termos eleições democráticas? Ele é contra a democracia? Parece que é”, afirmou. O presidente do TSE tem sido um árduo crítico do voto impresso, mostrando que as urnas eletrônicas são seguras e auditáveis.

Leia também

Bolsonaro prepara a retirada. Por Moisés Mendes

ONU cobra explicação do governo Bolsonaro sobre “escalada de violência” contra indígenas

Bolsonaro e o voto impresso

“Se nós estamos oferecendo uma maneira de comprovar realmente que as eleições não vão ser fraudadas, por que ele quer que acabe as eleições e permanecer uma dúvida?”, encerrou com a mesma ladainha de sempre.

Embora o presidente insista nesse discurso, nos bastidores os parlamentares de seu grupo político sabem que não haverá voto impresso no Brasil.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!