Carluxo derruba qualquer general? Por Moisés Mendes

Carlos Bolsonaro. Foto: Reprodução/TwitterPublicado originalmente no blog de Moisés Mendes 

Por Moisés Mendes

Uma pandemia é devastadora também politicamente. A extrema direita, que vem atacando a Globo, o Supremo, o Congresso, a imprensa e os cientistas, agora investe contra os generais.

Os extremistas já conseguiram expulsar seis generais do governo. Os novos alvos da militância nas redes sociais são os que tutelam Bolsonaro, começando por Braga Netto, o general chefe da Casa Civil.

Quando a esquerda imaginou que os mais altos e respeitados oficiais do Exército seriam atacados por uma matilha nas redes sociais?

Na ditadura, eles atacavam os generais, nas sombras, inspirados pelas conspirações, falas e ações de Newton Cruz, Sylvio Frota, João Paulo Moreira Burnier, Antonio Bandeira, Ednardo Mello e Nilton de
Albuquerque Cerqueira, que estavam à direita da direita.

Mas eram militares conspirando contra militares. Agora, é a ralé do fascismo civil, a mando do próprio presidente, atacando generais que tentam gerir um país sem comando.

Sempre dizem, como obviedade que se repete, que os generais contribuíram para a prosperidade da extrema direita. É ilusória a esperteza dos que se dão conta dessa descoberta e gritam eureca.

A direita sempre convive com suas extremidades, assim como as esquerdas. A questão agora não é atribuir culpas aos generais que compartilharam o governo, como porção orgânica do bolsonarismo. É saber o que eles farão desse impasse.

Vão continuar levando bordoadas do submundo liderado por Carluxo, que despacha no Planalto em sala próxima dos líderes militares que ataca, ou vão reagir?

A extrema direita derrubou muita gente na ditadura. A bomba de Newton Cruz no Riocentro implodiu, pela imposição do terror, o poderoso Golbery do Couto e Silva.

Mas os extremistas eram generais e coronéis tanques e tropa e com mandaletes nos escalões inferiores. Hoje, a extrema direita não usa farda, tem manadas de robôs e é liderada por um vereador que já ajudou a derrubar seis generais.

Essa turma com poder virtual teria força para mandar mais um general embora?

Carluxo, que esta semana atacou Hamilton Mourão por ter conversado com o governador Flavio Dino, pode liderar um movimento pela demissão de Braga Netto, por exemplo?

O sujeito inseguro de uma família ligada a milicianos tem o poder de escolher o general que deseja derrubar?

O vereador que se fantasia com boné de camuflagem, para fingir ser militar e brincar de guerra, escolhe e derruba qualquer general?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!