Deputado do Centrão surpreende e quer voltar com quarentena de juízes e procuradores

Foto: Reprodução

O líder do PP, deputado Cacá Leão (BA) tenta ressuscitar uma quarentena de 5 anos para promotores, procuradores e juízes que queiram se candidatar. Nesse caso, só poderia disputar eleição um juiz, por exemplo, que houvesse deixado a magistratura pelo menos 5 anos antes.

Neste momento, o aliado de Arthur Lira está recolhendo assinaturas para apresentar na votação do Código Eleitoral uma emenda aglutinativa que restabelece a proposta derrubada na semana passada. A votação dos destaques estava marcado para iniciar 18 horas (horário de Brasília) na Câmara.

Leia também

1- VÍDEO: Bolsonaro defende fake news: “Faz parte da nossa vida”

2- Roberto Jefferson volta a atacar Eduardo Leite após ser condenado por homofobia

O que diz o Cacá

Em texto, Cacá faz questão de ressaltar que “as condições de elegibilidade e causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento de formalização do registro de candidatura”, seguindo o mesmo entendimento adotado pelo TSE para impedir candidaturas de fichas-sujas.

Para evitar resistência do governo e obter o apoio da bancada da bala, Cacá não incluiu policiais no texto.

Confira o texto abaixo:

Apoio de Lira

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) faz parte do acordo. Lira fez o acerto com seus aliados na hora do almoço desta terça-feira (14). No fim da tarde, reúne-se com os partidos de Oposição, onde provavelmente terá o apoio para a manobra.

Se aprovada, a quarentena valeria apenas a partir de 2026. Ou seja, não atingiria o ex-ministro e ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro, citado como possível candidato a presidente em 2022.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!