Escalada por Temer, Marta vira babá de Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo

Marta Suplicy em evento
A ex-prefeita Marta é quem manda na prefeitura de SP junto com Temer
Não é novidade que Michel Temer dá as cartas na prefeitura de Sâo Paulo.
Padrinho de Ricardo Nunes – a mãe do prefeito foi correligionária do golpista por décadas, com trabalhos na zona Sul da capital, e o próprio Nunes só enriquceu quando foi levado por Temer para prestar serviços de controle da pragas no porto de Santos -, o ex-presidente fez do edifício Matarazzo o seu bunker político.

Leia mais: Doria adota perfil mais “comum” e se repagina visando 2022

O que ninguém esperava é que outro fantasma fosse sair das catacumbas para também dar ordens ao prefeito: trata-se de Marta Suplicy, scretária de Relações Internacionais da prefeitura.
A tabelinha Temer e Marta funciona assim: enquanto o golpista traça planos e articula a reforma administrativa, a ex-prefeita dá suporte em questões práticas do dia a dia da administração, além de ajudar Nunes em encontros com empresários e gente da alta sociedade paulista.
Marta despacha no mesmo andar do prefeito e se falam a todo minuto.
Nunes é descrito como sereno, mas despreparado para a função. O cargo lhe caiu no colo e precisa de ajuda. Marta virou sua babá.
Enquanto não chega o momento da reforma no secretariado, Temer, por motivos obvios, mandou substituir os chefes do setor financeiro de cada secretaria. Quem mais está padecendo são os secretários ligados ao PSDB, herança de Bruno Covas : viraram mortos-vivos.

Tucanos sem força 

Os tucanos não tem força nem interlocução com o núcleo duro que comanda a gestão.
O ex-prefeito de Araraquara e ex-deputado Marcelo Barbieri, ligado a Temer, já assumiu um cargo no gabinete de Nunes. Ele aguarda a reforma para assumir, possívelmente, a secretaria de Governo do prefeito.