Essencial do DCM: CPI quer chamar filho de Bolsonaro que ameaçou senadores; Eduardo é xingado em Nova York

Filhos de Bolsonaro são assunto. AO VIVO. Kiko Nogueira e Pedro Zambarda fazem o giro de notícias. Entrevista com o Reginaldo Nasser e Marcelo Pimentel.

LEIA MAIS:

1 – O colapso financeiro mundial e nacional no DNA da bitcoin e das moedas: a saída pelo Pacto Social. Por J. Carlos de Assis

2 – Lula dispara e pode vencer no 1º turno, diz pesquisa; Veja números

Eduardo Bolsonaro vaiado

Vídeo que circula às redes sociais, nesta segunda (20), mostra que deputado Eduardo Bolsonaro decidiu fazer compras com o dinheiro público. Provavelmente, ele foi buscar o novo iPhone 13, que teve pré-venda anunciada nesta sexta (17).

Em uma Apple Store de Nova York, o filho do presidente foi reconhecido e vaiado. “Vergonha brasileira”, diz a pessoa que o filmou.

Eduardo acompanha Bolsonaro durante a 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

Mais cedo, jornalista e pioneiro das “Deepfakes”, Bruno Sartori compartilhou um vídeo em que mostra como será o discurso de Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU.

“Todo mundo em pânico’ aqui no Brasil porque as chances do discurso do @jairbolsonaro, na ONU, ser igual a este são estratosféricas”, disse ele. No vídeo, o imitador Berlinck faz Bolsonaro em cena de filme de comédia.

Bolsonaro inicia o discurso e finaliza da mesma forma: agradecendo Donald Trump. Além disso, o mandatário critica o movimento LGBT, ideologia de gênero, comunistas, o meio ambiente, o marco temporal e os indígenas, e também os próprios brasileiros.

“Meu nome é Messias, mas eu não tenho como fazer milagres”, diria.

VEJA O ESSENCIAL DO DCM