Essencial do DCM: Funcionários da Prevent Senior foram coagidos a votar em Bolsonaro

Prevent Senior
Fachada da Prevent Senior. Foto: Divulgação

Prevent Senior é assunto. AO VIVO. Kiko Nogueira e Pedro Zambarda fazem o giro de notícias. Entrevista com Pedro Hallal e Vinícius Carvalho.

LEIA MAIS:

1 – Bolsonaro decide desafiar Anvisa e não cumprirá duas semanas de isolamento; Entenda

2 – Queiroga foi aos EUA para acompanhar Bolsonaro e Michelle em eventos, diz agenda

DCM faz reportagem sobre a Operação Spoofing

No dia 26 de junho de 2019, os jornalistas Andrew Fishman e Leandro Demori publicaram uma reportagem no site The Intercept Brasil relatando as vantagens financeiras que o procurador Deltan Dallagnol teve com palestras decorrentes de sua fama como coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato.

De acordo com as mensagens de Telegram hackeadas, Dallagnol participou de um encontro privado organizado pela XP Investimentos em junho de 2018. Naquele ano, ele afirmava em conversas que chegou a faturar R$ 400 mil em eventos e vendas de livros.

Os repórteres relatam ainda uma palestra paga em 2017: “Um ano antes do encontro secreto com grandes investidores, Dallagnol já tinha dado uma palestra numa conferência da XP Investimentos. Ele recebeu R$ 33.250. O evento aconteceu quando as palestras do procurador já eram foco de muito escrutínio da imprensa e do próprio Ministério Público. A preocupação, à época, era tanta que um assessor sugeriu que seria uma boa ideia barrar a imprensa dos eventos em São Paulo e no Rio”.

O DCM teve acesso a um documento de oito páginas sobre uma palestra por quase o dobro do preço. A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Sudoeste Goiano, que fica em Rio Verde, município de Goiás, contratou o serviço do procurador Deltan Dallagnol pelo preço de R$ 63 mil.

Leia a reportagem exclusiva aqui.

VEJA O ESSENCIAL