Bolsonarista que levou taco de beisebol na Paulista celebrou a morte de Marisa Letícia em frente a hospital

Publicado em 1 junho, 2020 11:27 am
A bolsonarista Maria Cristina Rocha no Sírio Libanês em 2017.

A bolsonarista Maria Cristina Rocha, que ganhou fama neste domingo (31) após tentar entrar em confronto com manifestantes pró-democracia, usando um taco de beisebol, já marcou aparição na mídia quando foi até o hospital Sírio Libanês para celebrar a morte da ex-primeira dama Marisa Letícia, em 2017.

O confronto começou quando ela foi indagada sobre o motivo de sua presença no local, ao que respondeu que estaria ‘celebrando’ a morte de Marisa. No local, Cristina tirou selfies e ridicularizou uma roda de oração feita por militantes presentes.

No dia anterior, ela já havia comparecido à entrada do hospital com outros manifestantes para ‘mandar Dona Marisa se tratar no SUS’ e questionar sobre os ‘médicos cubanos’.

A portadora do ‘taco de beisebol’ é também amiga de Carla Zambelli e do general Villas Bôas.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!