Diretor de Logística da Saúde será exonerado após suposta cobrança de propina

Publicado em 29 junho, 2021 10:29 pm
Roberto Dias, diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, será exonerado do cargo após ser apontado em esquema de propina para compra de vacinas contra a Covid-19.

A informação foi confirmada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, à repórter da CNN Rachel Vargas. A exoneração deve ser publicada nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União.

Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da empresa Davati Medical Supply, disse que teria recebido pedido de propina de US$ 1 por dose de vacina da Astrazeneca troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde.

Ele afirmou, ainda de acordo com o jornal, que o diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, teria cobrado a propina em um jantar em Brasília.

LEIA MAIS – Vendedor de vacina diz que militar e empresário estavam com funcionário da Saúde durante pedido de propina

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!