Em jantar com empresários e sem máscara, Bolsonaro rejeita lockdown e defende cultos abertos

Publicado em 7 abril, 2021 11:34 pm
Bolsonaro não consegue nem colocar uma máscara

Em jantar com empresários em São Paulo, nesta quarta-feira (07), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez duras críticas a Estados e prefeituras que defendem restrições mais duras para combater a covid-19. O presidente também defendeu a manutenção de igrejas e cultos abertos.

Bolsonaro se posicionou contra o lockdown e foi apoiado pelos empresários. O presidente disse acreditar que o Congresso vai aprovar as reformas enviadas pelo governo. E repetiu algumas vezes que a pandemia não pode levar o Brasil à miséria total.

VEJA TAMBÉM – VÍDEO: “Não vamos chorar o leite derramado”, diz Bolsonaro após país ultrapassar 4 mil mortes por covid em 24h

Ao GLOBO, um dos empresários disse que “quase 90%” das pessoas, segundo seus cálculos, estava de máscara durante o jantar. Já segundo a jornalista Mônica Bergamo, as pessoas da confraternização não usavam a proteção.

“As primeiras notícias do jantar de Bolsonaro com empresários que chegam sao maravilha: pessoal confraternizando sem máscara no jardim da casa do anfitrião. Um dos temas esperados é a compra de vacinas por empresas privadas”, escreveu Mônica no Twitter.

VEJA TAMBÉM – #ImpeachmentBolsonaro: Presidente pede para “não chorar leite derramado” com mortes por covid e revolta web

Participaram do jantar os ministros Fábio Faria (Comunicações), Marcelo Queiroga (Saúde), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Paulo Guedes (Comunicações). O evento ocorreu na casa do empresário do ramo de segurança Washington Cinel, próximo ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Do lado do empresariado, participaram 25 empresários de vários setores, como banqueiros, empresários da área de saúde e empreiteiros.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!