Feministas egípcias repudiam assédio de médico bolsonarista: “Não o queremos em nosso país”

Publicado em 30 maio, 2021 9:20 pm

Feministas egípcias se mobilizaram neste domingo (30) pela prisão do médico e influenciador bolsonarista Victor Sorrentino que assediou uma mulher muçulmana.

Por meio do perfil “Speak Up”, criado para apoiar as vítimas de violência em todas as suas formas, elas repudiaram o assédio.

Na foto abaixo é possível ler “assediador brasileiro” e “não queremos assediadores em nosso país”.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Sorrentino faz comentários de duplo sentido ao comparar um papiro vendido pela mulher com um pênis.

VEJA TAMBÉM – Assista o VÍDEO em que médico bolsonarista assedia mulher no Egito

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!