Haddad sobre espionagem do governo Bolsonaro com a Igreja: “Vaticano comuna”

Publicado em 10 fevereiro, 2019 9:58 pm

Do Twitter de Fernando Haddad:

Vaticano comuna: Bolsonaro vê Igreja Católica como opositora, por discutir temas considerados de esquerda, como situação de povos indígenas e quilombolas, e mudanças climáticas. “Estamos preocupados e queremos neutralizar isso aí”, disse Gal. Heleno.

Fernando Haddad. Foto: Reprodução/Instagram