Médico bolsonarista ficará mais 15 dias detido no Egito por assédio

Publicado em 2 junho, 2021 9:52 am
Médico Victor Sorrentino foi preso quando tentava deixar o país (Foto: Reprodução)

Victor Sorrentino ficará detido por mais 15 dias no Egito após assédio.

Autoridades do Cairo decidiram manter a detenção em audiência nesta quarta (2).

Ele é alvo de duas acusações: assédio à mulher (o que seria passível de negociação direta e com a vítima) e ofensa à sociedade islâmica, argumento que pesou na discussão.

Após o fim do prazo, haverá uma nova audiência.

Sorrentino está detido em uma sala precária, sem banheiro, mas é sempre acompanhado por autoridades.

Segundo informações, ele chora muito e está abatido.

O médico bolsonarista foi detido no último domingo (30) por assediar vendedora de papiro do país.

Ontem, o Ministério Público pediu a prisão preventiva do brasileiro por quatro dias, sob a acusação de assédio sexual.

Com informações da GaúchaZH.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!