Números de presos no debate sobre 2ª instância estão exagerados, diz STF

Publicado em 16 outubro, 2019 9:07 am
Dias Toffoli. Foto: Crédito Nelson Jr./SCO/STF

Um levantamento feito por técnicos do STF diz que a população carcerária foi de 726 mil em 2016, quando a corte admitiu a prisão em segunda instância, para 812 mil neste ano.

Diferença é de 85.300 presos —o que mostraria que a estimativa divulgada em sites, de que 170 mil podem ser soltos se a segunda instância cair, é exagerada. Mesmo que estimássemos que todo o acréscimo de encarcerados seja resultado direto da decisão de 2016, o que não seria real, diz o texto, o número de beneficiados deve ser muito menor.

Informação da Coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

LEIA MAIS – Cuidado com a mídia: ela usa argumento terrorista para tentar emparedar o STF no julgamento da prisão em 2a. instância. Por Joaquim de Carvalho

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!