Apoie o DCM

STF determina prisão de deputado Daniel Silveira após ataque a ministros

O deputado federal Daniel Silveira foi preso após ataques ao STF – Foto: Agência Câmara

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi às redes sociais nesta terça-feira (16) contar que recebeu a visita da Polícia Federal com ordem de prisão expedida pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

A ordem de prisão foi emitida após o bolsonarista publicar vídeo atacando o ministro Edson Fachin e o STF, depois que o ministro subiu o tom contra uma declaração de 2018 feita pelo ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas, de teor notadamente golpista.

O deputado já se encontra preso. O mandado de Moraes era para ser cumprido imediatamente, por se tratar, segundo o ministro, de flagrante delito. Veja abaixo trechos da ordem:

Trecho de ordem de prisão expedida pelo STF contra deputado federal Daniel Silveira
Trecho de ordem de prisão expedida pelo STF contra deputado federal Daniel Silveira

“Vá lá, prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Fala pro Alexandre de Moraes, o homenzão, o fodão, vai lá e manda ele prender o Villas Bôas. Vai lá e prende um general do Exército”, disse o deputado, entre outros impropérios, em vídeo divulgado em suas redes (veja abaixo).

Silveira é investigado pelo STF no inquérito sobre o financiamento e organização de atos antidemocráticos em Brasília. Em junho, ele foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal e teve o sigilo fiscal quebrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes. Ao depor na Polícia, negou todas as acusações.

Também é o mesmo cidadão que teve ser expulso de um avião por não querer usar máscara, e também o mesmo que quebrou placas em homenagem a Marielle Franco.