Noblat diz que STF não vai fixar prazo para Lira decidir sobre impeachment

Publicado em 11 setembro, 2021 10:45 am
STF vai permitir que Lira permaneça omisso
Jair Bolsonaro e Arthur Lira
Foto: Marcos Corrêa/PR (3.fev.2021)

Com 137 pedidos de impeachment na gaveta, Arthur Lira não será obrigado a analisar um dos casos. O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar um pedido para fixar prazo de análise dos documentos.

Ainda não há data para o julgamento, mas a relatora do caso, Cármen Lúcia, já se manifestou contra a medida. O próprio regimento da Câmara dos Deputados não determina um prazo, alega.

Segundo Ricardo Noblat, em seu blog no Metrópoles, a maioria dos ministros vai acompanhar o voto da relatora.

Leia também:

1 – Placar do impeachment: Mourão já faz planilha de deputados pro e contra Bolsonaro

2 – Recuo de Bolsonaro faz impeachment esfriar no Centrão

Ministra do STF já rejeitou pedido

Em maio, Fernando Haddad e Rui Falcão apresentaram um pedido para obrigar Lira a analisar o impeachment. A ministra Cármen Lúcia negou. Em agosto, eles recorreram da decisão.

O PSOL também enviou à Corte um pedido similar meses antes.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!