Filha de Olavo o denuncia ao governador da Virginia (EUA) por fake news sobre coronavírus. Por Zambarda

Olavo de Carvalho e sua filha, Heloísa. Foto: Reprodução/YouTube

No dia 22 de março, Olavo de Carvalho participou de uma live no YouTube defendendo que as mortes por coronavírus simplesmente não existiram.

Disse o guru de Jair Bolsonaro para os seus mais de 800 mil inscritos nesse vídeo:

“O número de mortes dessa suposta epidemia não aumentou em nem um único caso o número habitual de mortos por gripe no mundo. É o mesmo que dizer que essa endemia simplesmente não existe. Na verdade, você não tem um único caso confirmado de morte por coronavírus. Para confirmar, você precisaria fazer o exame de cada órgão do falecido. Onde fizeram isso? Nunca fizeram nenhum”.

A repercussão da declaração foi tão negativa que o próprio YouTube tirou o vídeo do ar. 

No mês de janeiro, Olavo divulgou um youtuber terraplanista que afirmou que o coronavírus chegou ao Brasil “patenteado por Bill Gates”.

O DCM procurou a assessoria de imprensa da Microsoft no Brasil. A equipe de comunicação explicou que a questão foi levada para o time internacional da Microsoft, mas não se teve informação se ocorreu um processo judicial.

Olavo de Carvalho continuou espalhando informações falsas e distorcidas sobre o novo coronavírus no Brasil e no mundo, chamando-o de “vírus chinês”.

Manteve nas redes sociais um discurso alinhado, e frequentemente pautando, com o presidente da República.

Em 2 de abril, Heloísa de Carvalho Arribas, filha primogênita de Olavo, enviou um email ao governador da Virgínia, Ralph Northam, cobrando um posicionamento das autoridades.

Na mensagem, a filha chama o pai de “líder de culto”. Político democrata, Northam baniu aglomerações de mais de 100 pessoas e eventos no mesmo dia que Heloísa enviou a mensagem.

O DCM teve acesso ao texto e o reproduz na íntegra abaixo:

Prezado governador Ralph Northam,

Meu nome é Heloisa Arribas, brasileira, tenho 50 anos e venho através deste email para fazer uma reclamação contra o líder do culto Olavo de Carvalho, morador de xxxxxxxx*.

Olavo é um teórico da conspiração de extrema-direita muito popular na internet e também é o guru do presidente da República do Brasil, Jair Bolsonaro. Bolsonaro é um político de extrema direita que segue o conselho de meu pai e promove o não isolamento das pessoas durante esta pandemia da COVID-19.

Os casos de contágio estão se multiplicando todos os dias por causa disso. E todos os meios de comunicação brasileiros estão denunciando Olavo de Carvalho e Jair Bolsonaro como responsáveis ​​por interromper a ação internacional para conter a pandemia no Brasil.

Olavo de Carvalho estabeleceu a sede de sua seita em xxxxxxxx. Lá ele possuía um arsenal de dezenas de rifles de caça e montou um campo de tiro em seu quintal, a alguns poucos metros do aeroporto local, como você pode localizar. Olavo já esteve em um hospital com doença mental e é um homem extremamente violento e louco.

Um de seus seguidores brasileiros imigrou para os EUA em 2016 como turista e atualmente vive em uma das casas de Olavo. O nome dele é Edson Camargo Alves, ele trabalha para Olavo como guarda-costas sem nenhuma documentação ou autorização do governo dos EUA e tem fuzil de assalto (AK-47) e outras armas de fogo em xxxxxxxxxx. Essas armas foram fornecidas por Olavo.

Além de promover a não vacinação, Olavo diz a seus seguidores que a COVID-19 não matou ninguém no mundo e que isso faz parte de um plano da “Nova Ordem Mundial” para engenharia social e controle populacional.

Olavo vive com dinheiro de empresários e políticos brasileiros e não tem emprego nos EUA. Ele criou um site para disseminar suas idéias de extrema direita [Brasil Sem Medo] e enganar a imigração dos EUA, dizendo que é jornalista e correspondente, permitindo que ele mantenha seu visto de residência no país. Seu visto H1-B expirou em fevereiro de 2020.

Exorto veementemente as autoridades do Estado da Virgínia a tomar medidas contra esse líder destrutivo da seita antes que grandes tragédias no Brasil e na Virgínia aconteçam. Ele é capaz de qualquer loucura de ter poder sobre os seguidores de sua seita e agora o governo brasileiro.

Respeitosamente,

Heloisa Arribas

Governador Ralph Northam, da Virgínia, político democrata. Foto: AFP

Depois de enviar a mensagem, Heloísa cobrou resposta em mais duas ocasiões. E respondeu algumas perguntas do Diário.

“Não dá para dizer que o episódio do vídeo do YouTube foi a pior fake news que Olavo fez sobre o coronavírus. Foi toda uma sequência de mentiras e de teorias da conspiração para criar caos e medo para as pessoas. Também não sei afirmar se o governo da Virgínia ainda não fez nada contra ele em respeito à Primeira Emenda pela liberdade de expressão. Pode ser porque eles ainda não tem ciência das ações dele dentro e fora do Brasil. Olavo de Carvalho na Virgínia é um Zé Mané. Eles não tem noção de quem seja e quem ele esconde na casa dele, quem ele esconde lá. Perante ao governo da Virgínia ou mesmo o governo americano, ele não é ninguém”, disse ela ao DCM.

Questionamos a filha do guru de Bolsonaro sobre o envolvimento dele com youtubers e disseminadores de mentiras terraplanistas e anti-vacina.

“Acredito que ele fala com essas pessoas como um método. Ao se comunicar com eles, Olavo dissimula e tira foco do que é realmente importante nesse momento. O guru é um negacionista científico porque nunca esteve no Ensino Superior, nunca prestigiou o conhecimento acadêmico, a ciência na plenitude da palavra. Sou bacharel em Direito e não me sinto dona de toda a verdade jurídica. O que eu estudo, falo com mais facilidade, mas não me considero expert nisso. Respeito muito o estudo e a ciência. O negacionismo científico do Olavo mostra que ele não respeita o estudo”, afirmou.

O Diário do Centro do Mundo entrou em contato com a assessoria de imprensa do governador democrata Ralph Northam. Não obtivemos resposta até o momento da publicação desta reportagem. 

Entramos em contato também por email com Olavo de Carvalho, que não se manifestou.

*As informações pessoais de Olavo foram suprimidas pela reportagem no email.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!