Filho de PM conta com ajuda do pai para dar golpe em militares

Pedro Duarte, filho de PM aposentado que aplicou golpe em colegas de trabalho do seu pai..

O filho de um PM está aplicando golpe em militares. Ele está se passando por trader e estima-se que em apenas um batalhão teria lucrado R$1 milhão.

A PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) apura que esse golpe foi aplicado pelo filho de um dos policiais militares na reserva remunerada do DF.

O nome do “trader” é Pedro Gil Fonseca Duarte, ele tem 30 anos e é dono da Pedro Intermediação de negócios Eireli (2p trader).

A maioria das vítimas afirma que foi convencida pelo pai do empresário, policial aposentado. O pai sempre garantia em reuniões que o filho tinha qualificação para atuar no mercado financeiro e dizia que o lucro era certo. E assim, conseguiu aplicar o golpe em seus colegas de trabalho.

As vitimas chegaram a fazer aplicações que variam de R$55 MIL a R$77 mil e também passaram bens para o nome de Pedro, como carros.

Um dos policiais que mandou o dinheiro, conta que em 26 de fevereiro de 2021 realizou o contrato com Pedro, e que ele investiria R$20 mil em operações na bolsa de valores. O valor seria administrado pela empresa de Pedro.

Em 6 meses de contrato, a empresa pagaria 20% do capital investido mais o valor que foi dado no começo. Após receber os rendimentos nos primeiros meses, ele depositou mais R$40 mil. Outro policial militar resolveu entrar na história, e ele investiu R$30 mil sob o mesmo contrato.

O que foi prometido, é que eles receberiam R$206 mil até setembro de 2021, que seria dividido entre os dois. Depois do vencimento do prazo, não foi pago os valores, e toda vez que era  cobrado, era determinada uma nova data de validade.

Pedro se reuniu com as vitimas de seu golpe no escritório da financeira, localizado em Planaltina. Lá ele informa que suas contas foram bloqueadas, e que não tinha dinheiro para paga-los.

Leia mais

1-PSB flexibiliza e candidatura de França em SP já não é impeditivo para ter Alckmin com Lula

2-Um ano após terror implantado por Pazuello, Manaus vive nova explosão de Covid

3-A morte anunciada da candidatura Moro já tem seu coveiro: Arthur Mamãe Falei. Por José Cássio

Áudios no WhatsApp

Em um grupo do WhatsApp com funcionários da empresa de Pedro, chegaram a prometer pagar o valor de forma parcelada. Ainda deram instruções que não ligassem para Pedro, por atrapalharia os seus negócios, a sua atuação na “bolsa de valores” que de acordo com os funcionários, é muito estressante.

Os áudios enviados no grupo do WhatsApp.