“Marielle peneira”: após mudança de nomes de restaurantes, iFood se manifesta

Bolsonaro mudou o nome de restaurante para "Marielle de Franco Peneira" no iFood
Bolsonaro mudou o nome de restaurante para “Marielle de Franco Peneira”. Foto: Reprodução

Na noite desta terça (2), os nomes de restaurantes do iFood foram alterados no aplicativo. A empresa se manifestou nesta quarta (3) e afirmou que o incidente foi causado por um funcionário de uma prestadora de serviços. “[O funcionário] tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida”.

O iFood diz que o acesso da prestadora de serviços foi encerrado e os nomes dos restaurantes já voltaram ao normal. A empresa ainda deixou claro que não houve acesso aos dados de pagamentos, como cartões de crédito, dos clientes.

“Os dados de meios de pagamento não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, não tendo havido comprometimento de dados de cartões de crédito”.

“Também não há qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais de clientes ou entregadores cadastrados na plataforma”, finaliza o iFood.

Leia também:

1 – China pede que população estoque comida com novo surto de covid

2 – Datena abandona planos de presidente e vai mudar de partido para concorrer a outro cargo

3 – A brasileira que os jornais esconderam. Por Moisés Mendes

O bolsonarista que mudou nomes de restaurantes no iFood

Entre os nomes de restaurantes alterados no catálogo do iFood estavam diversas “piadas” bolsonaristas. Entre eles estavam frases como “vacina mata”, “Marielle peneira”, “Bolsonaro 2022” e “Lula ladrão”. O caso repercutiu nas redes sociais e suspeitava-se de um ataque hacker ou uma invasão bolsonarista.

Nomes de restaurantes foram alterados para “piadas” bolsonaristas. Foto: Reprodução

 

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.