VÍDEO: Indígena vai para cima de bolsonarista em Brasília

Índígenas se mobilizam em Brasília desde segunda (23) para dizer ‘não’ à tese do marco temporal, em julgamento no Supremo – Foto: Apib/Divulgação

Uma internauta postou uma gravação que mostra a polícia sendo agressiva com indígenas que foram conter um bolsonarista em Braília. Eles protestam contra o marco temporal e os retrocessos contra os índios.

LEIA MAIS:

1 – Movimentos lançam 10 medidas para conter a variante delta em SP

2 – VÍDEO – “Quem quer paz, se prepare para guerra”, diz Bolsonaro na véspera do 7 de setembro

Relato sobre indígena

O internauta escreveu, postando o vídeo no Twitter:

Indígena vai para cima de bolsonarista em Brasília. Foto: Reprodução/Twitter

“Momento que gravei onde o povo indígena foi pra cima de um bolsonarista que pelo o entendido fez um símbolo nazista, a polícia ao invés de retirar o bolsonarista atacou os indígenas com spray de pimenta e os mesmos revidaram”.

Krenak fala ao DCM

Em entrevista ao DCM TV, o líder indígena Ailton Krenak falou sobre o julgamento do marco temporal pelo STF.

Nesta quarta-feira (01/09), a corte retoma a votação, que deverá balizar os processos de demarcação das terras indígenas.

Se especula desde o início da semana, porém, que um dos ministros vai pedir vista e a decisão será adiada.

O motivo para o adiamento, segundo a jornalista Maria Cristina Fernandes, do Valor, seria a preocupação do Supremo em não acirrar os ânimos dos bolsonaristas para os atos golpistas de 7 de setembro.

De acordo com Krenak, isso é uma “conversa subserviente e vergonhosa”.

“O STF tem que defender a Constituição, não tem que fazer gentileza com quem vai desfilar no dia 7 de setembro. Isso é uma palhaçada”, disse ele.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!