Istoé plagia capa da Time e implanta cabeça de Moro no corpo de Trump

Veja a Istoé e a Time
Istoé plagia capa da Time e implanta cabeça de Moro no corpo de Trump. Foto: Reprodução

A revista Istoé é tão ruim que conseguiu pegar uma foto do ex-presidente americano Donald Trump, da revista Time, usou a imagem e colocou a cabeça do ex-ministro Sergio Moro para afirmar que ele é pré-candidato nas eleições de 2022.

LEIA MAIS:

1 – VÍDEO: Bolsonaro é vaiado na Itália com Carluxo na comitiva

2 – E se o Cebolinha fosse bissexual? Por Moisés Mendes

3 – DCM Ao Meio-Dia: Eduardo pagou bunker de Allan dos Santos; Bolsonaro desiste de André Mendonça

Capa patética da Istoé

Além do plágio, o ex-ministro aparece com a seguinte chamada:

“O fator Moro”.

É a típica capa de revista semanal que a classe média antipetista leitora histórica da Veja gosta de consumir.

Bolsonaro diz que acionará Justiça contra Istoé por o comparar a Hitler

O presidente Jair Bolsonaro, em sua live, afirmou que acionará Justiça contra Istoé por o comparar a Hitler.

A revista publicou nesta semana uma capa em que retrata Bolsonaro com a palavra “genocida” escrita sobre o lábio do presidente como se fosse o bigode usado por Hitler. A capa traz o título: “As práticas abomináveis do mercador da morte”.

O ministro da Justiça, Anderson Torres, também pediu a abertura de um inquérito à Polícia Federal para investigar a revista.

“Com meus cumprimentos, reporte-me à Representação s/nº (16153663), de 18 de outubro de 2021, por meio da qual o Senhor Presidente da República encaminha a reportagem veiculada na Revista “Isto É”, e solicita a apuração de possível crime contra a honra. Nesse contexto, solicito à Polícia Federal a adoção de providências para a abertura de inquérito policial com vistas à imediata apuração dos fatos relatados, sem prejuízo de outros eventualmente caracterizados”, diz o ofício enviado por Torres à PF.

Nas redes sociais, o ministro diz que a revista pode ter cometido crime contra a honra do presidente. “Ainda ontem (20), à noite, encaminhei documento à Polícia Federal, solicitando abertura de inquérito policial para apuração imediata de possível crime contra a honra do presidente Jair Bolsonaro, cometido pela revista Istoé, em sua última edição”, escreveu.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.