Kéfera fala dos ataques que vem sofrendo após polêmica no programa de Fátima Bernardes na Globo

Wallace discutiu com Kéfera no Palco do Encontro com Fátima Bernardes (Foto: Reprodução/Globo)

Em entrevista para a coluna de Patrícia Kogut, no O Globo, Kéfera fala sobre sua participação em “Espelho da vida”, no longa “Eu sou mais eu”, dirigido por Pedro Amorim, que será lançado em janeiro, e do quarto livro que está escrevendo.

A obra ainda não tem título definido, mas abordará questões como feminismo e ditadura da beleza. Nele, a atriz falará sobre a polêmica envolvendo sua participação no “Encontro com Fátima Bernardes”. Durante o programa, no último dia 13, ela argumentou com um convidado da plateia depois que ele opinou sobre direitos de homens e mulheres. “O homem tenta explicar o feminismo para a mulher, não é necessário. A gente sabe muito bem o que é feminismo”, disse ela no palco. Desde então, vem sendo atacada nas redes sociais.

– No geral, as pessoas são cruéis. Quando uma mulher resolve usar sua voz, rola uma indignação por parte do público. Gera um enorme incômodo. Mas as revoluções não acontecem em silêncio. Sempre existem umas interpretações equivocadas. As pessoas não entendem que a expressão ‘lugar de fala’ não é lugar de silenciar. É de discutir junto – defende ela, que comenta ainda que parou de ler os comentários na internet. – Sofri ameaças de estupro e de linchamento. Já estou em contato com um advogado para tomar algum tipo de providência. Mas, apesar disso tudo, teve muita mensagem legal, de pessoas me agradecendo pelo debate.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!