Futuro chanceler da Alemanha, Olaf Scholz elogia Lula após encontro

Lula e Olaf Scholz, futuro chanceler da Alemanha
Lula e Olaf Scholz, futuro chanceler da Alemanha. Foto: Ricardo Stuckert

Lula se reuniu nesta sexta (12) com o futuro chanceler da Alemanha, o social-democrata Olaf Scholz. Ele sucederá Angela Merkel no cargo. Após o encontro, afirmou esperar prosseguir com o diálogo com o petista: “Estou muito satisfeito com nossas boas discussões e espero continuar nosso diálogo!”.

O ex-presidente comentou que o encontro se deu para discutir a relação entre os países. “Falamos sobre o processo que está em curso para a formação de um novo governo e sobre a importância de fortalecer a cooperação Brasil Alemanha”, afirmou.

Antes do encontro com Scholz, Lula se reuniu com Martin Schulz liderança social-democrata da Alemanha. O petista foi elogiado e visto como “esperança” contra Jair Bolsonaro. “Lula é a esperança do Brasil para o fim da política de divisão e agitação de Jair Bolsonaro”, afirmou o alemão. “Foi uma honra conhecê-lo em Berlim”, completa.

Leia também:

1 – Colunista da Folha que chamou Marília Mendonça de “gordinha” se diz vítima do “tribunal digital”

2 – Bolsonaro já puniu 18 delegados da PF em retaliação

3 – Partido de Ciro Gomes, PDT dá aval para candidatos apoiarem o petista

Lula na Europa

O ex-presidente foi ao continente para se reunir com lideranças em quatro países. A Alemanha foi o primeiro deles. Lula ainda passará por mais três países. A viagem está prevista para durar 10 dias e tratar do cenário mundial e da América Latina.

Agora, ele visita a Bélgica, onde participa de debate no Parlamento Europeu. Também se encontra com líderes social-democratas do país.

Na França, estará em conferência sobre o Brasil no Sciences Po (Instituto de Estudos Políticos de Paris). A conferência vai ocorrer 10 anos após ter sido o primeiro líder latino-americano a receber o título de Doutor Honoris Causa.

No dia 17, Lula recebe o prêmio Coragem Política 2021, concedido pela revista Politique Internationale. O prêmio se dá por sua gestão “marcada pelo desejo de promover a igualdade”. Ainda em Paris, o presidente vai se encontrar com Anne Hidalgo, prefeita da cidade.

O último país pelo qual passa o ex-presidente é a Espanha, onde participa de conferência e se reúne com lideranças políticas.

 

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link