Não posso ajudar a pagar a dívida do Madero porque agora só levo meus netos no Burger King. Por Moisés Mendes

Burger King. Foto: Wikimedia Commons

A dívida do grupo bolsonarista Madero chegou a R$ 2,4 bilhões e já é considerada impagável.

LEIA – Bolsonarista Junior Durski diz que Madero tem “caixa robusto” e ataca “imprensa vermelha”; dívida é de R$ 2,4 bilhões

Eu não posso ajudar a pagar porque agora só como hambúrguer do Burger King.

LEIA MAIS – Restaurante Madero, cujo proprietário bolsonarista minimizou a pandemia, está a caminho da falência

Quanto mais os bolsonaristas atacam o Burger King, por suas belas campanhas em defesa das diferenças e das liberdades, mais gostoso fica o hambúrguer que eles fazem.

Depois da pandemia, só levarei meus netos no Burger King. É lá de vez em quando. Vale a pena.

Durante todo o resto do ano eles só comem comidinha saudável. São uns coelhinhos.

Mas avô tem o direito de ser cúmplice dos netos quando eles pedem pra cometer pequenos delitos longe dos pais.

Na companhia deles, até faço um sacrifício e como um hambúrguer com fritas e torta de maçã. Vô faz o que os netos pedem.