Restaurante Madero, cujo proprietário bolsonarista minimizou a pandemia, está a caminho da falência

Junior Durski, fundador do Madero: parte da rede foi vendida (Foto: Divulgação )

A rede de restaurantes Madero, do bolsonarista Junior Durski, disse em suas demonstrações financeiras publicadas nesta quinta-feira (24) que a empresa está a caminho da falência.

Em resumo é isso, mas foram utilizados termos mais complexos para relatar a situação: “a liquidez disponível mais o caixa adicional esperado não seriam suficientes para pagar o total das obrigações de dívida de curto prazo antes ou na data de vencimento sem financiamento adicional”.

“Essas questões levantam dúvidas substanciais sobre a capacidade de continuidade operacional da companhia dentro de um ano a partir da data base das demonstrações financeiras intermediárias condensadas”, dizem notas explicativas da administração da rede.

Em março de 2020, Durski minimizou o impacto do novo coronavírus (Covid-19) ao afirmar que o número de mortos não seria tão grave quanto o de desempregos.

Apoiador do governo de Jair Bolsonaro, Durski disse ainda que inevitavelmente devem morrer milhares de pessoas com a nova doença. “Agora vão morrer 5.000 pessoas por coronavírus que nós não podemos evitar. Não tem como fechar tudo, se esconder do inimigo e não trabalhar”, completou.

No último sábado (19), o Brasil Brasil atingiu hoje a marca de 500 mil mortes por covid-19.

Veja abaixo:

Com informações do Valor Econômico.