Pacheco articula para derrubar mudanças do ICMS no Senado

Rodrigo Pacheco ICMS
Rodrigo Pacheco deu recado sobre ICMS

Rodrigo Pacheco estuda derrubar mudanças do ICMS no Senado. O presidente da casa conversará com os governadores sobre o assunto. Se entender que as alterações vão prejudicar os estados, articulará para que o projeto caía pelas mãos dos senadores.

Conforme apurou o DCM, governadores estão irritados com a Câmara dos Deputados. Isto porque a mudança no cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços foi aprovada. E isso afetará negativamente as arrecadações dos estados.

Visando 2022, Pacheco tem buscado dialogar com os líderes políticos. E reparou na insatisfação. O presidente do Senado deixou claro que também não é favorável ao projeto. Porém, só baterá o martelo sobre seu posicionamento entre os senadores depois que escutar os governantes dos estados.

Caso o grupo diga que é contra a alteração e se comprove que os poderes executivos estaduais serão prejudicados, ele trabalhará para derrubar a alteração. Independentemente do que os deputados e o governo federal acreditem.

Leia mais:

1 – A solução de Bolsonaro para a crise Hidrelétrica: Térmicas de carvão que destroem o Meio Ambiente

2 – Congresso americano vê risco de golpe e pede que Biden não apoie Brasil como parceiro da Otan

3 – Ex-presidenta golpista da Bolívia é finalista de prêmio de direitos humanos na UE

Pacheco deu recado sobre o ICMS

Na noite de ontem (13), o presidente do Senado afirmou que a proposta seria analisada com muito cuidado pela Casa. Porém, deixou claro que há outros pontos que influenciam o preço dos combustíveis praticado no Brasil. Dois exemplos foram dados: a variação cambial e a política de preços da Petrobras. Foi um recado muito claro a Câmara e ao governo Bolsonaro.

“Precisamos estabilizar o preço dos combustíveis, tornar o preço mais palatável para o desenvolvimento do país. Não tem como desenvolver o país com este preço. O Senado está muito aberto às boas propostas”, declarou Pacheco.