Para a Veja, exposição dos crimes de Moro e da Lava Jato são “lenta vingança de Lula”

Como a Veja tratou Moro e como trata (ainda) Lula. Foto: Divulgação

A revista Veja insiste em sua fixação com Lula. Nem diante dos fatos expostos pelas conversas hackeadas apreendidas e periciadas na Operação Spoofing da Polícia Federal, a publicação muda de opinião. Continua no seu antipetismo.

LEIA TAMBÉM – “Putz! A Dona Mariza devolveu a cobertura, é isso?”, disse procuradora da Lava Jato

Os crimes da Lava Jato se tornaram públicos com a série de reportagens da Vaza Jato e agora com esses novos vazamentos. As conversa de Deltan Dallagnol e dos procuradores em conluio com o ex-juiz Sergio Moro para tirar Lula das eleições de 2018  expõem o apodrecimento do sistema de Justiça do país.

LEIA MAIS – Editor do DCM citado em diálogo da Lava Jato responde a Dallagnol

Mesmo assim, tudo o que a Veja consegue fazer é criticar Lula e o PT.

A coluna Radar da revista conseguiu escrever isso:

“Depois de passar anos a fio sofrendo com as revelações da Lava Jato sobre a roubalheira no seu governo e no de sua sucessora Dilma Rousseff, Lula experimenta agora uma inusitada vingança.

Com ajuda dos hackers que roubaram mensagens de Sergio Moro e dos procuradores da força-tarefa, agora é o petista quem alimenta o noticiário lentamente de mensagens constrangedoras dos investigadores. Ninguém desviou dinheiro da Petrobras nem ganhou reformas de empreiteiros de presente, claro, mas a natureza dos diálogos dos investigadores também produz constrangimentos.

Quem acompanha de perto a operação montada pelo advogado Cristiano Zanin, desde que o STF liberou as mensagens da Vaza-Jato, diz que muito dinheiro e esforço tem sido colocado na análise das mensagens, com perícia exaustiva e longos turnos de garimpo nos arquivos dos hackers”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!