Live das 5: Pastor fala sobre o apoio dos evangélicos a Bolsonaro e da promessa de Michelle a Mendonça

Live das 5
Pastor fala sobre o apoio dos evangélicos a Bolsonaro e da promessa de Michelle a Mendonça – Thumb/DCM

Bolsonaro é o assunto. AO VIVO. Daniel César analisa as últimas noticias e conversa com o pastor evangélico Carlos Moreira. Moderação: Cassio Oliveira.

Leia também:

1- Principal cacique do MDB falta em lançamento da candidatura de Simone Tebet

2- André Mendonça prega culto em auditório da Câmara antes mesmo de assumir no STF

3- Novo pedido de impeachment contra presidente é apresentado à Câmara

Apoio dos evangélicos a Bolsonaro

Futuro presidente da frente parlamentar evangélica, o deputado federal Sostenes Cavalcante (DEM-RJ) disse nesta quarta-feira (08), em entrevista na GloboNews, que, acredita que o presidente Bolsonaro teria a maioria do apoio do segmento em 2022, seguido pelo ex-ministro Sergio Moro.

“Se não der, hoje, no segmento evangélico, 80% pró-Bolsonaro, eu não sei onde estou visitando as igrejas. Bolsonaro conseguiu se comunicar com o público, com o membro. Hoje, mesmo que o líder religioso queira apoiar outra candidatura que não seja a do Bolsonaro, ele vai ter muita dificuldade com a membresia porque o Bolsonaro conseguiu verbalizar de uma forma inigualável, eu te diria… Nem nós evangélicos conseguimos verbalizar como ele”.

Já Lula e a esquerda, na visão de Sostenes, teria se “distanciado” do que o deputado federal chama de pauta de costumes. Na avaliação dele, se alguém pode dividir esses votos com atual presidente entre o eleitorado evangélico, esse candidato é Moro.

“Eu entendo que o ex-ministro Moro seria, quando nesses 20% ou 30%, para mim, no máximo 30%, não vai de Bolsonaro no segmento. Acho que, nesta outra fatia, a grande segunda possibilidade seria para o ministro Moro. Eu acho que a esquerda e o ex-presidente Lula se distanciou (sic), quando do segundo governo do ex-presidente Lula, e dos governos Dilma afrontaram muito as pautas de costumes. Você falou bem que, no primeiro, na primeira eleição do Lula, todo segmento evangélico foi com ele, porque era justiça social, que é uma coisa que nós, evangélicos, defendemos. Nós trabalhamos muito a área social”.

Promessa a Mendonça

Um vídeo que viralizou na internet mostra a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, comemorando a aprovação pelo Senado da indicação de André Mendonça para o STF.

O vídeo mostra Michelle pulando e vibrando após o anúncio do resultado da votação no Senado, enquanto Mendonça abraça familiares.

O presidente afirmou que, com a aprovação, cumpria promessa feita a apoiadores de indicar para o STF um ministro “terrivelmente evangélico”. Mendonça é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança, em Brasília.

Confira a live abaixo:

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.