VÍDEO: Deputado Paulo Teixeira diz a Braga Netto que ele será preso se ameaçar eleições

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que o ministro da defesa, Walter Braga Netto, pode acabar preso se ameaçar eleições.

A declaração foi dada pelo parlamentar durante audiência pública na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (17).

O que disse Paulo Teixeira…

“Queria dizer que quem decide sobre o voto impresso não é Vossa Excelência. É o Congresso Nacional. A Vossa Excelência, caberá obedecer. Caso não obedeça, será preso.”, avisou o deputado.

O general foi acusado de ameaçar, através de um interlocutor, o presidente da Câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), que pautou o tema em plenário, mesmo tendo sido rejeitado em comissão especial.

Braga Netto teria dito que “não haveria eleições” caso a PEC fosse rejeitada.

O Voto Impresso foi rejeitado na Câmara dos Deputados no dia 10 de  agosto, naquele dia tanques desfilaram na esplanada dos ministérios, o que causou desconforto.

Já no dia 23 de julho, Paulo e outras lideranças do PT entraram com uma notícia crime contra o general.

Resposta de Braga Netto

Hoje, o general negou que tenha ameaçado a realização das eleições em 2022.

“Reitero que não enviei ameaça alguma, não me comunico com presidente dos Poderes por intermédio de interlocutores. No mesmo dia, ainda pela manhã, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, confirmou publicamente que não houve esse episódio”, disse Braga Netto.

Veja abaixo:

Leia mais:

1 – Após áudio golpista, Sérgio Reis é alvo de 29 subprocuradores por incitação ao crime

2 – Que tal Vera Magalhães perguntar aos donos da Globo sobre o triplex vendido ao bicheiro Aniz Abraão?

3 – Sem perceber, bolsonaristas sugerem a prisão de Bolsonaro