Procurador da Lava Jato é demitido após financiar outdoor da operação

Outdoor que promovia operação Lava-Jato. Foto: Reprodução
Outdoor que promovia operação Lava-Jato. Foto: Reprodução

O procurador da República no Paraná, Diogo Castor de Mattos, que foi responsável pelo financiamento de um outdoor em homenagem à Lava-Jato, em Curitiba, teve sua demissão aprovada pelo Conselho Nacional do Ministério Público. A decisão ocorreu nesta segunda-feira (18).

Leia mais:

1. Mourão diz que não aprovou suposto disparo em massa contra o PT

2. Associação de Juristas protocola ação contra Dallagnol por manipulação de delação revelada no DCM

3. MPF acusa 8 militares por crimes contra a Guerrilha do Araguaia na ditadura

O outdoor foi instalado em março de 2019, em uma rodovia que dá acesso ao Aeroporto Internacional Afonso Pena. A imagem era de nove procuradores da República, com Deltan Dallagnol ao centro, acompanhados da frase: “Bem-vindo à República de Curitiba. Terra da Operação Lava Jato, a investigação que mudou o país. Aqui a lei se cumpre. 17 de março — 5 anos de Operação Lava Jato — O Brasil Agradece”.

O procurador Diogo Castor de Mattos ainda pode recorrer da demissão.

Com informações da coluna de Lauro Jardim