“Que a direita decida o que fazer com Aécio”, diz Bernardo Cotrim, militante do PT

Eles

Publicado no Facebook de Bernardo Cotrim, carioca, militante do PT

O STF inventou uma gambiarra para afastar Aécio.

Objetivamente, o “guardião da Constituição” tomou uma decisão inconstitucional. Isto posto, Aécio já deveria ter sido CASSADO pelo Senado.

A casa, no entanto, preferiu arquivar a denúncia contra Aécio no Conselho de Ética – o mesmo conselho que quis punir as senadoras que ocuparam o plenário contra a reforma trabalhista e que hoje se dedica ao processo contra o senador Lindbergh por, PASMEM, ter denunciado o processo escandaloso contra as senadoras (que acabou arquivado).

Não nos cabe, por óbvio, patrocinar o enterro da Constituição por vingança ou conveniência. Mas mergulhar na defesa de um republicanismo sem república e de um Estado Democrático de Direito sem leis não é a saída mais adequada.

O país foi mergulhado no caos por uma eclética coalizão de neoliberais, fascistas e bandidos como Aécio (cujo papel destacado no golpe é de conhecimento notório). O golpe rasgou sem dó a Constituição.

Penso que a posição mais correta é a denúncia de todo o processo. A nota da executiva nacional do PT é positiva, mas insuficiente; seremos usados como escudo pelo mesmo bloco de pilantras e sanguessugas que querem salvar um dos seus.

Entendo, portanto, que o PT não deve tomar parte na votação. Deve responsabilizar Aécio e seus pares pelo caos, pela barbárie e pela transformação do Brasil em uma enorme terra de Marlboro.

E, portanto, quem nos mergulhou neste pesadelo, que assuma sua parte; que a direita decida o que fazer com Aécio. De nossa parte, queremos que seja cassado e que responda na Justiça pelos seus crimes.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!