Queimado, candidatura de Moro morre no ninho pelo STF caso ex-juiz queira se aventurar nas urnas em 2022

Veja o Sergio Moro
O herói da farsa da Lava Jato tenta por sua máscara. Foto: Sérgio Lima/AFP

Episódios da Vaza Jato serão ressuscitados. Mas não só.

Sergio Moro terá problemas no STF se quiser ter seu nome na urna em 2018, seja como presidente, governador ou ao senado federal.

É o que prometem seus desafetos no Supremo Tribunal Federal, STF, segundo apuração do colunista Guilheme Amado, do portal Metrópoles.

Leia também:

1 – Mais da metade dos eleitores de Bolsonaro não votariam nele de novo, diz pesquisa

2 – Advogada de Barusco deixou o Brasil pouco após delação manipulada por Dallagnol

3 – Fafá de Belém diz que prepararia maniçoba para Bolsonaro e desperta fúria de Carluxo

A movimentação do ex-juiz da Lava Jato não passa despercebida na Corte, onde Moro tem inúmeros inimigos – sua participação na Lava Jato e depois se oferecendo e integrando o governo de Bolsonaro dispensam apresentações.

O STF tem artilharia de sobra contra Moro. Que será usada caso o ex-juiz queira de fato bater chapa nas urnas.

O céu não é de brigadeiro para o heroi pés de barro de Maringá.

Moro quer ser presidente, governador ou senador

Sergio Moro esteve no Brasil em encontros em Curitiba, São Paulo e Brasília.

Tem trabalhado para viabilizar sua candidatura e segue dividido entre a presidência, o governo do Paraná ou o senado federal.

Sempre informou que seu sonho era a presidência, mas nem a ‘velhinha de Taubaté’ ousa acreditar que isso seja possível.

Moro virou uma Regina Duarte dos tribunais. Se queimou com todo mundo.