Recordar é viver: onde andarão os globais do “Morobloco” agora que o ídolo ficou nu?

Em 2017, Marcelo Serrado, Márcio Garcia, Susana Vieira e outros globais desfilaram de camiseta verde-amarela do “MoroBloco”, a bordo de uma van que os levaria a um protesto em Copacabana a favor do golpe que acabaria se concretizando e removendo Dilma Rousseff da Presidência.

As fotos viralizaram.

Todos eram “sem partido”, “nem de direita e nem de esquerda” etc etc.

Serrado, oportunamente, faria um mea culpa fingido no qual só Fernando Haddad acreditou — ou fingiu acreditar.

Ainda não se sabe o que eles acharam do papel de Sergio Moro e Deltan Dallagnol na destruição da democracia exposta pelo Intercept.

Para quem estava com saudade, eis um apanhado dos melhores momentos do Morobloco.

É top, como diz o Deltan.

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!