Regina Duarte paga mico nas redes após ser excluída dos 70 anos da teledramaturgia da TV Globo

Atualizado em 22 de dezembro de 2021 às 11:58
Regina como Porcina em “Roque Santeiro”, foi ignorada pelo Jornal Nacional
Regina como Porcina em “Roque Santeiro”

Regina Duarte voltou a ser notícia no país. A veterana foi excluída de um especial da Globo sobre 70 anos da teledramaturgia no Brasil.

A ausência da atriz mexeu com os demônios dos bolsonaristas. Eles lembram nas redes a importância que Regina teve na história das novelas, tendo sido a “namoradinha do Brasil” e vivido papéis importantes, como o da Viúva Porcina.

Os críticos aproveitaram para responsabilizar a atriz pela exclusão.

Fato é que Regina se queimou pra valer, como disse recentemente o ator Antônio Fagundes, após se aproximar de Bolsonaro e ter se submetido a ser feita de palhaça pelo mandatário.

Leia mais

1. Em homenagem aos 70 anos de novelas, Jornal Nacional mostra, mas não cita o nome de Regina Duarte

2. Eleitores da periferia abandonam Bolsonaro e passam a apoiar Lula

3. ‘Não basta eleger Lula. É preciso ter uma bancada que o ajude a governar’, diz Fernando Morais

Foi nomeada na secretaria de Cultura, teve uma atuação medíocre e foi dispensada. Para piorar, Bolsonaro a convenceu a alegar que estava saindo da Cultura para cuidar da Cinemateca de São Paulo.

Até hoje a atriz está aguardando a sua nomeação.

Sozinha, sem nenhum prestígio, com a própria história segregada pela emissora que carregou nas costas por quase meio século. Triste fim.

Confira a repercussão:

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link